É hoje!

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/3

5º Prêmio Abra de Roteiro.

Vencedores

Melhor Roteiro de Curta-Metragem

 

República

Roteiro de Grace Passô

Melhor Roteiro de obra Infantil / Infanto-juvenil

10 Horas Para o Natal | Longa-Metragem

Roteiro de Bia Crespo e Flávia Guimarães

Melhor Roteiro Adaptado de Filme de Ficção

M8 - Quando a morte socorre a vida

Roteiro de Jeferson De e Felipe Sholl – Colaboração de Carolina Castro, Cristiane Arenas, Iafa Britz e Paulo Lins. Adaptado da obra “M8: Quando a Morte Socorre a Vida”, de Salomão Polakiewicz

Melhor Roteiro de Série de Reality ou Variedades

Greg News | Temporada 4 | HBO

Roteirista(s): Eduardo Branco, Bruno Torturra, Denis Burgierman, Gregorio Duvivier, Arnaldo Branco, Mariana Filgueiras, Luiza Miguez, Amanda Célio.

 

Melhor Roteiro de Série Documental

 

Marielle – O documentário | Temporada 1 | Globoplay

Roteiro de Caio Cavechini e Eliane Scardovelli

 

Melhor Roteiro de Documentário

AmarElo - É Tudo Pra Ontem

Roteiro de Toni C

 

Melhor Roteiro Original de Filme de Ficção

 

Pacarrete

Roteiro de Allan Deberton, André Araújo, Natália Maia e Samuel Brasileiro

Melhor Roteiro de Série de Ficção – Drama

Bom Dia, Verônica | Temporada 1 | Netflix

Criação: Raphael Montes. Roteiro de Raphael Montes, Ilana Casoy, Gustavo Bragança, Carol Garcia e Davi Kolb

Prêmio da Crítica

M8 - Quando a morte socorre a vida

Roteiro de Jeferson De e Felipe Sholl – Colaboração de Carolina Castro, Cristiane Arenas, Iafa Britz e Paulo Lins. Adaptado da obra “M8: Quando a Morte Socorre a Vida”, de Salomão Polakiewicz

Prêmio Abraço | Excelência em Roteiro

Ana do Carmo

Melhor Roteiro de Série de Ficção - Comédia

Todxs Nós | Temporada 1 | HBO

Criação: Vera Egito, Heitor Dhalia e Daniel Ribeiro. Roteiro de Vera Egito, Daniel Ribeiro, Alice Marcone e Thays Berbe

Melhor Roteiro de Filme de Comédia | Prêmio Paulo Gustavo

Alice Júnior

Roteiro de Luiz Bertazzo e Adriel Nizer

Roteirista do Ano

Alice Marcone

Prêmio Especial - Melhor Roteiro de Telenovela do Século XXI

Avenida Brasil | 2012 | Globo | Novela de João Emanuel Carneiro. Colaboração de Alessandro Marson, Antônio Prata, Luciana Pessanha, Márcia Prates e Thereza Falcão.

 

Indicadas

Melhor Roteiro de Curta-Metragem

A Morte Branca do Feiticeiro Negro | Roteiro de Rodrigo Ribeiro | SC

Inabitável | Roteiro de Matheus Farias e Enock Carvalho | PE

 

Menarca | Roteiro de Libia Pérez e Lillah Halla | SP

 

Perifericu | Roteiro de Winnie Carolina, Nay Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda e Vita Pereira | SP

 

República | Roteiro de Grace Passô | SP

 

Melhor Roteiro Original de Filme de Ficção

longas e médias-metragens com roteiros originais, exceto as comédias e os infantis/infanto-juvenis.

A febre | Roteiro de Maya Da-Rin, Miguel Seabra Lopes e Pedro Cesarino

 

Cidade pássaro | Roteiro de Matias Mariani, Chika Anadu, Francine Barbosa, Julia Murat, Maíra Bühler e Roberto Winter

 

Fim de festa | Roteiro de Hilton Lacerda

 

Mulher Oceano | Roteiro de Vana Medeiros e Djin Sganzerla

 

Pacarrete | Roteiro de Allan Deberton, André Araújo, Natália Maia e Samuel Brasileiro

Melhor Roteiro Adaptado de Filme de Ficção

longas e médias-metragens com roteiros adaptados, exceto as comédias e os infantis/infanto-juvenis.

Boca de Ouro | Roteiro de Euclydes Marinho – adaptado da obra “Boca de Ouro”, de Nelson Rodrigues

 

M8 - Quando a morte socorre a vida | Jeferson De e Felipe Sholl – Colaboração de Carolina Castro, Cristiane Arenas, Iafa Britz e Paulo Lins. Adaptado da obra “M8: Quando a Morte Socorre a Vida”, de Salomão Polakiewicz

 

Modo Avião | Roteiro de Renato Fagundes e Alice Name-Bomtempo - baseado na obra original de Jonathan Davis e Alberto Bremer

 

Música Para Morrer de Amor | Roteiro de Rafael Gomes – adaptado da peça “Música Para Cortar os Pulsos”, de Rafael Gomes

 

O Barco | Roteiro de Petrus Cariry, Rosemberg Cariry e Firmino Holanda - adaptado do conto "O Barco" de Carlos Emílio Corrêa Lima

 

Natureza Morta | Roteiro escrito por: Clarissa Ramalho e Ricardo Miranda (in memorian) - baseado no romance "A Carne", de Julio Ribeiro

Melhor Roteiro de Documentário

longas e médias-metragens de documentários, incluindo os telefilmes.

AmarElo - É Tudo Pra Ontem | Roteiro de Toni C

Babenco – Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou | Roteiro de Maria Camargo e Bárbara Paz

 

Narciso em Férias | Roteiro de Renato Terra e Ricardo Cali

 

Prazer em Conhecer | Roteiro de Michel Carvalho

 

Sementes: Mulheres Pretas no Poder | Roteiro de Helena Dias, Lumena Aleluia, Julia Mariano e Éthel Oliveira

Melhor Roteiro de Filme de Comédia | Prêmio Paulo Gustavo

longas e médias-metragens com roteiros originais e adaptados de comédia.

Alice Júnior | Roteiro de Luiz Bertazzo e Adriel Nizer

 

Carlinhos e Carlão | Roteiro de Carolina Castro e Célio Porto

 

De perto ela não é normal | Roteiro de Susana Pires. Colaboração no Roteiro de Martha Mendonça e Renato Santos

 

Teocracia em Vertigem | Roteiro de Fabio Porchat baseado na ideia original de Gabriel Esteves

 

Três verões | Roteiro de Sandra Kogut, Iana Cossoy Paro. Colaboração no Roteiro: Hermano Vianna e Regina Casé

Melhor Roteiro de obra Infantil / Infanto-juvenil

obras audiovisuais de quaisquer gêneros e formatos para o público infantil ou infanto-juvenil.

 

10 Horas Para o Natal | Longa-Metragem | Roteiro de Bia Crespo e Flávia Guimarães

 

DPA - Detetives do Prédio Azul | Temporada 13 | Gloob | Criado por Flávia Lins e Silva. Roteiro Final: Flávia Lins e Silva e Ana Pacheco. Roteiristas: Celso Garcia, Carolina Dias, Vinicius Dias, João Costa Van Hambeeck, Thiago Dantas, Teresa Cris Tavares, Thiago David, Renata Sofia, Luiza Conde.

 

DPA - Detetives do Prédio Azul | Temporada 14 | Gloob| Criado por Flávia Lins e Silva. Roteiro Final: Flávia Lins e Silva e Ana Pacheco. Roteiristas: Celso Garcia, Carolina Dias, Vinicius Dias, João Costa Van Hambeeck, Thiago Dantas, Teresa Cris Tavares, Thiago David, Renata Sofia, Luiza Conde

 

Escola de Gênios | Temporada 5 | Gloob| Criação: Ângela Hirata Fabri; Supervisão de Roteiro: David França Mendes; Roteirista-Chefe: Ângela Hirata Fabri e Marcos Ferraz; Roteiristas: Ângela Hirata Fabri, Marcos Ferraz, Guilherme Temponi, Joana Brea, Pedro Riera, Ana Durães, Tereza Temer, Mirtes Agda Santana

 

Oswaldo | Temporada 3 | Cartoon Network | Chefe de Roteiro - Gustavo Suzuki; Roteiristas - Denis Nielsen, Guilherme Freitas, Janaína Tokitaka, Jasmin Tenucci, Mariana Tesch, Pedro M. Vieira.

Melhor Roteiro de Série de Ficção – Drama

3% | Temporada 4 | Netflix | Criação: Pedro Aguilera. Roteiro de Pedro Aguilera, Denis Nielsen, Ivan Nakamura, Carol Rodrigues, Natália Maeda, Teodoro Poppovic.

 

As Five | Temporada 1 | Globoplay | Criação: Cao Hamburger. Escrito com: Vitor Brandt, Luna Grimberg, Ludmila Naves, Jasmin Tenucci e Francine Barbosa.

 

Boca a Boca | Temporada 1 | Netflix | Criação: Esmir Filho. Roteiro de Esmir Filho, Marcelo Marchi, Thais Guisasola, Juliana Rojas, Jaqueline Souza

 

Bom Dia, Verônica | Temporada 1 | Netflix | Criação: Raphael Montes. Roteiro de Raphael Montes, Ilana Casoy, Gustavo Bragança, Carol Garcia e Davi Kolb

 

Sob Pressão – Plantão Covid | Globo - Criada por Luiz Noronha, Claudio Torres, Renato Fagundes e Jorge Furtado. Escrita por Lucas Paraizo. Escrita com Marcio Alemão, Flavio Araujo e Pedro Riguetti.

Melhor Roteiro de Série de Ficção – Comédia

Auto Posto | Temporada 1 | Comedy Central | Criação: Marcelo Botta. Roteiro de Marcelo Botta, Felipe Berlinck, Letícia Bulhões Padilha e Elena Altheman

 

Choque de Cultura - Cinema brasileiro | Temporada 5 | Canal Brasil | Roteiro de Caíto Mainier, Daniel Furlan, David Benincá, Leandro Ramos, Pedro Leite e Raul Chequer

 

Sinta-se em Casa | Temporada 1 | Globoplay | Roteiro de Marcelo Adnet

 

Todas as Mulheres do Mundo | Temporada 1 | Globoplay | Roteiro de Jorge Furtado e Janaina Fischer - Ideia Original Domingos Oliveira e Maria Ribeiro

 

Todxs Nós | Temporada 1 | HBO | Criação: Vera Egito, Heitor Dhalia e Daniel Ribeiro. Roteiro de Vera Egito, Daniel Ribeiro, Alice Marcone e Thays Berbe

Melhor Roteiro de Série de Reality ou Variedades

Big Brother Brasil | Temporada 20 | Globo - Texto e Narração: Tiago Leifert. Direção de Conteúdo: Mila Abrahão. Roteiro: Rafael Chache, Clarissa Frajdenrajch, Cristiana Bittencourt, Christiana Alcazar, Saulo Aride, Eduardo Belo, Jorge Pestana e Camilla Gismondi.*

 

Falas Negras | Globo / Globoplay - ideial original e roteiro Manuela Dias. Pesquisa de Texto: Thais Fragoso.

 

Greg News | Temporada 4 | HBO - Roteirista(s): Eduardo Branco, Bruno Torturra, Denis Burgierman, Gregorio Duvivier, Arnaldo Branco, Mariana Filgueiras, Luiza Miguez, Amanda Célio.

 

Lady Night | Temporada 5 | Multishow - Redação Final: Tatá Werneck, Caíto Mainier e João Marcos Rodrigues. Roteiro: Bruno Sartori, Caito Mainier, David Beninca, Franco Fanti, João Marcos Rodrigues, Leandro Muniz, Marcio Pimenta, Marco Gonçalves, Maurício Meirelles e Rubel. Direção de Conteúdo: Flavia Moreti.  

 

Que História é Essa Porchat? | Temporada 2 | GNT - Criação: Fábio Porchat. Redação Final: Paula Miller, Fábio Porchat. Roteiro: Jô Hallack, Pedro Henrique França. Pesquisa: Ana Murgel, Manaíra Carneiro e Felipe Lins.

Melhor Roteiro de Série Documental

Àgbára Dúdú- Narrativas Negras | Temporada 1 | Canal Futura e Futuraplay - Roteiro de Silvana Moura

 

Deu Positivo | Temporada 1 | MTV/Globoplay | Roteiros de Otavio Chamorro, Mauro Paz e Humberto Giancristofaro

 

Em Nome de Deus | Temporada 1 | Globoplay - Argumento e Criação: Pedro Bial. Roteiros de Camila Appel e Ricardo Calil. Diretor de Conteúdo: Fellipe Awi

 

Favela Gay - Periferias LGBTQI+ | Temporada 1 | Canal Brasil | Roteiro de Ana Murgel e Ana Clara Ribeiro

 

Marielle – O documentário | Temporada 1 | Globoplay Roteiro de Caio Cavechini e Eliane Scardovelli

 

Milton e o Clube da Esquina | Temporada 1 | Canal Brasil - Roteiro de Danilo Gullane, Marcelo Dantas e Vitor Mafra. Argumento de Fabiano Gullane.

Prêmio Especial - Melhor Roteiro de Telenovela do Século XXI

A favorita | 2008 | Globo | Novela de João Emanuel Carneiro. Escrita por João Emanuel Carneiro, Denise Bandeira, Fausto Galvão, Márcia Prates e Vincent Villari

 

Amor de mãe | 2019-2020 | Globo | Novela de Manuela Dias. Escrita com Mariana Mesquita, Roberto Vitorino e Walter Daguerre. Supervisão de texto de Ricardo Linhares.

 

Avenida Brasil | 2012 | Globo | Novela de João Emanuel Carneiro. Colaboração de Alessandro Marson, Antônio Prata, Luciana Pessanha, Márcia Prates e Thereza Falcão.

 

Celebridade | 2003 | Globo | Novela de Gilberto Braga. Escrita com Leonor Bassères (in memorian), Ricardo Linhares, Sérgio Marques, Márcia Prates, Maria Helena Nascimento, Denise Bandeira e Ângela Chaves.

 

Cordel Encantado | 2011 | Globo | Novela de Duca Rachid e Thelma Guedes. Escrita por Duca Rachid, Thelma Guedes e Thereza Falcão. Colaboração de Manuela Dias, Daisy Chaves, Júlio Fischer e Alessandro Marson.

 

O Cravo e a Rosa | 2000 | Globo | Novela de Walcyr Carrasco e Mário Teixeira. Colaboração de Duca Rachid.

 

Prêmio Abraço | Excelência em Roteiro

Allex Miranda
Roteirista e ator natural da cidade de Nazaré - Bahia. É cocriador e roteirista- chefe da série "Casa da Vó", uma série original WoloTv (www.wolo.tv). Mestre em Teatro com Especialização em Encenação/Direção e Interpretação, pela Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo – ESMAE (Porto - Portugal) e Licenciado em Teatro com Especialização em Interpretação pela mesma instituição, realizou no Brasil diversas montagens teatrais como diretor e ator. Também tem ampla experiência como ator em produções audiovisuais no Brasil e em Portugal. Em 2018, lançou o livro “O Pequeno Príncipe das Ruas”, pela editora Uirapuru (São Paulo), sendo este o primeiro de uma trilogia. Inspirado no seu primeiro livro, escreve o roteiro do longa "ODÚS", em parceria com o roteirista português Jaime Monsanto.

 

Ana do Carmo
Diretora e roteirista baiana, CEO da Saturnema Filmes, criadora do Películas Negras Lab. Foi vencedora de 16 prêmios e dirigiu 8 curtas, selecionados para diversos festivais nacionais e internacionais. Trabalhou na equipe de roteiro na série "Tez" e foi assistente de roteiro do longa "Poros", em produção pela RT Features. Com o seu roteiro de longa-metragem "Sol a Pino", foi finalista do Frapa e BrLab, selecionada para o NordesteLab (onde foi premiada com passagem e credenciamento para a Marché du Film do Festival de Cannes e com anuidade para o programa Cinema do Brasil), para o Nicho 54 (onde ganhou o prêmio Aspas Audiovisual), para a Gira Zózimo Bulbul (premiada com bolsa e consultoria da Netflix e TeleCine), para o Panlab e o MECAA, além de ter sido vencedora do Prêmio Cabíria (passando a integrar a Rede Paradiso). 

 

Bruno Victor
Formado em Audiovisual pela Universidade de Brasília e mestrando em Multimeios pela Unicamp. Dirigiu e roteirizou o curta "Afronte", documentário exibido em Harvard, Festival internacional de cinema de Rotterdam e Festival de Havana, sendo premiado com o Coelho de Ouro de Melhor Curta-Metragem no Festival Mix de 2017; Também dirigiu o documentário "Lourdes Teodoro" (2016). Codirigiu o longa-metragem "Rumo" (lançamento previsto para 2022). Representou o Brasil no documentário, Kreativ durch die Krise para a ZDF TV (2020, Alemanha), foi curador do Festival de documentário Rastro (2020), integrante do comitê de seleção Festival Mix Brasil (2020) e integrou o corpo curatorial do concurso de roteiros para o Fade To Black Festival (2021). 

Mario Oshiro
Dirigiu e roteirizou os curta-metragens "Erro 404" e "Cíclico". Venceu o concurso "Inquietações SP" com o argumento cinematográfico de "Achados e Perdidos em SP", em produção; Foi primeiro lugar no concurso NETLABTV, com o reality show "Batalha no Prédio: A Receita da Boa Vizinhança", que também venceu o MIP Cancun Formats Pitch 2020 como melhor formato de série; e, com o longa-metragem "O Outro que Nos Habita", foi Vencedor e Menção Honrosa na categoria Roteiro de Drama no Los Angeles Film Awards; segundo lugar no FRAPA 2019, e segundo lugar no GUIÕES. Autor do drama "Silêncio dos Afogados", contemplado no ProAC nº 29/2019 para Desenvolvimento de Séries e cujo roteiro do episódio piloto ficou entre os semifinalistas do FRAPA 2020. Diretor do Lobo Criativo, coletivo de roteiristas especializado em criar conteúdo narrativo para diferentes plataformas e formatos de entretenimento. 

Renata Diniz

É roteirista e diretora que trabalha em Brasília-DF. O curta-metragem de ficção "O Véu de Amani", que dirigiu e roteirizou, ganhou treze prêmios, entre eles o Kikito de Melhor Roteiro no Festival de Cinema de Gramado. Seu outro curta-metragem, "Requília", ganhou Melhor roteiro no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (Mostra Brasília). Foi finalista no Prêmio Cabíria na categoria de argumento infanto-juvenil com o longa-metragem de ficção "Rodante".  Escreveu programas para TV como "Almanaque Saúde", "Futura Profissão", ambos do Canal Futura, além de "Cozinhadinho", série infantil veiculada na TV Brasil. Participou do Laboratório Gullane de Narrativas Negras, onde fez parte da sala de roteiro da série de ficção Insônia. Codirigiu a série de ficção "Crias de Dulcina", veiculada na TV Cultura. Atualmente é roteirista do Núcleo Narrativas da Negras da ViacomCBS.

Toni C

É roteirista do documentário finalista do 5o Prêmio ABRA, "Amarelo - É tudo pra Ontem", estrelado por Emicida, grande sucesso da plataforma Netflix no ano de 2020. O paulista Toni C também é autor dos livros: "Sabotage - Um Bom Lugar" e do romance “O Hip-Hop Está Morto!”. Como produtor, atua há quase duas décadas na construção de vídeos-reportagens. Em 2002, ajudou a construir a LiteraRua, um coletivo de autores e produtores que praticam cidadania através de livros e da Arte de Rua. Tem como missão dar voz aos autores e artistas da cultura e da educação popular, nas mais variadas áreas, auxiliando assim para uma a bibliodiversidade de temas, cenários e personagens: https://www.literarua.com.br/ 

 

Roteirista do Ano

Alice Marcone

Roteirista, Cantora, Apresentadora de TV e Atriz, tem graduação em Psicologia pela USP-SP. Alice é finalista do 5 Prêmio ABRA como uma das roteiristas da série Todxs Nós (HBO), na categoria Melhor Série de Ficção - Comédia. Além disso, esteve presente na produção de diversas obras lançadas em 2020. É uma das roteiristas da série Noturnos (Canal Brasil) e também é roteirista e apresentadora do programa  Born To Fashion (E! Enternameint). É a primeira mulher trans a lançar uma carreira no Sertanejo, com os singles "Pistoleira" e "Noite Quente", o segundo teve o seu clipe lançado em 2020. 

 

Caito Mainier

Roteirista e Ator, Caito é finalista do 5o Prêmio ABRA com duas obras. É roteirista e ator da Quinta Temporada do sucesso Choque De Cultura (Canal Brasil), onde interpreta o famoso personagem Rogerinho Do Ingá! A série é finalista na categoria Melhor Série de Ficção - Comédia. Também é um dos roteiristas da equipe do programa Lady Night (Multishow), estrelado por Tatá Werneck. O programa chegou em 2020 na sua quinta temporada e é mais uma vez finalista do Prêmio ABRA na categoria Reality Show e Variedades. 

 

Michel Carvalho

Graduado, Mestre e Doutorando em Antropologia pela UFRJ, pesquisa questões relacionadas a gênero, raça e sexualidade no cinema. Tem ampla atuação como roteirista de documentários, com diversas obras lançadas, mas também atua como roteirista na ficção. É finalista do Prêmio ABRA como roteirista do longa-documentário Prazer em Conhecer. Além do trabalho como roteirista, Michel Carvalho é professor e é responsável pela formação de novas autoras roteiristas pelo Brasil. 

 

Pedro Aguilera

É Criador e Roteirista da série 3%, finalista do Prêmio Abra na categoria Melhor Série de Ficção - Drama. A série é a primeira original Netflix produzida no Brasil, e chegou na sua quarta e última temporada no ano de 2020, um marco na produção de conteúdo serializado nacional. Além disso, também no ano de 2020, Pedro criou e roteirizou a série de ficção Onisciente, mais uma produção Netflix no Brasil. 

 

Raphael Montes

Roteirista e Escritor, conhecido por histórias de suspense e terror, na literatura e também em produções audiovisuais, é co-autor do livro (escrito com Ilana Casoy), criador e roteirista da série Bom Dia, Verônica. A produção de sucesso da Netflix foi a grande vencedora na categoria Televisão no Prêmio APCA 2021 (Associação Paulista de Críticos de Arte) e é finalista do Prêmio ABRA na categoria Melhor Série de Ficção - Drama. 

Prêmio Parceria

ICAB

O Instituto de Conteúdos Audiovisuais Brasileiros tem como missão promover e apoiar o desenvolvimento de profissionais e estudantes brasileiros do audiovisual e áreas correlatas, impulsionando a conexão desses agentes com o mercado, estimulando a difusão do conhecimento e contribuindo para qualificação dos mesmos de maneira a potencializar talentos, com vistas a uma economia criativa brasileira com reconhecimento e oportunidades ainda maiores no Brasil e no mundo. Durante o difícil ano de 2020, o ICAB foi responsável por gerir fundos que ajudaram profissionais do audiovisual que ficaram impossibilitados de trabalhar. Pela valorização da indústria, e por um trabalho essencial em um período tão complicado da nossa história, o ICAB é vencedor do Prêmio Parceria do 5º Prêmio ABRA de roteiro. 

Roteirista Homenageada

Adélia Sampaio 

Nascida em Belo Horizonte em 1944, Adelia Sampaio é a primeira mulher negra a dirigir um filme de longa-metragem no Brasil. Estreou como roteirista e diretora em 1979, com o curta-metragem Denúncia Vazia. Em 1984 lançou seu primeiro longa-metragem, Amor Maldito, do qual também foi roteirista e produtora. O filme inaugura a temática lésbica no cinema brasileiro, contanto a história real de amor entre duas mulheres. Dirigiu em 1987 o documentário Fugindo do Passado: Um Drink para Tetéia e História Banal, sobre a Ditadura Militar no Brasil. Em 2001, dirigiu o longa AI-5 - O Dia Que Não Existiu, em parceria com o jornalista Paulo Markun. Em 2018, dirigiu e escreveu o curta-metragem O Mundo de Dentro, que estreou no Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo.  Aos 76 anos, Adelia Sampaio segue desenvolvendo projetos para cinema que devem ganhar as telas nos próximos anos.  A escolha do seu nome como roteirista homenageada reforça a importância de mais representatividade dentro da indústria do audiovisual brasileira.

*Os créditos foram corrigidos a pedido da emissora.

 
 
O PRÊMIO

O Prêmio ABRA de Roteiro é produzido pela Abra - Associação Brasileira de Autores Roteiristas - e tem a finalidade de valorizar os autores-roteiristas e ressaltar a importância do roteiro na cadeia de produção da indústria audiovisual do país.

 

A votação que determina indicados e vencedores é realizada pelas próprias pessoas associadas da Abra em dois turnos. 
 
Podem concorrer ao Prêmio as produções cujos roteiros são de autoria ou coautoria de roteiristas brasileiros, associados à Abra ou não.

Devido ao isolamento social, a quinta edição será novamente em formato virtual.

Prêmio Abra de Roteiro | Associação Brasileira de Autores Roteiristas
Lançamento

O 5° Prêmio ABRA de Roteiro foi lançado em 22 de julho de 2021 e a live de apresentação do prêmio foi conduzida pela atriz e roteirista Tatá Lopes. Participaram do evento online Krishna Mahon, Thelma Guedes, Lucas Paraízo, Fábio Porchat, Mônica Martelli e Fil Braz. Os três últimos homenagearam o ator, roteirista e humorista Paulo Gustavo, que passa a nomear um dos troféus do prêmio.

 

Participaram ainda Josephine Bourgois (Projeto Paradiso), Maíra Oliveira (Presidenta da Abra) e os roteiristas Pedro Riera e Otavio Chamorro, da Comissão Organizadora do Prêmio.

Divulgação dos finalistas

As obras e roteiristas finalistas foram anunciados dia 13 de outrubro de 2021, em uma transmissão virtual comandada por Vinicius Augusto Bozzo, Diretor de Comitês e GTs da Abra. A transmissão contou ainda com participação de Pedro Riera - Diretor de Parcerias e Eventos da Abra -, Eli Ramos - Diretora de Comiunicação da Abra - e Luciana Damasceno e Daniel Jaber, da Cardume, parceira da Abra na realização da quinta edição do prêmio.

Prêmio Abra de Roteiro | Associação Brasileira de Autores Roteiristas
CATEGORIAS

Melhor Roteiro Original de Filme de Ficção
longas e médias-metragens com roteiros originais, exceto as comédias e os infantis/infanto-juvenis.

Melhor Roteiro Adaptado de Filme de Ficção

longas e médias-metragens com roteiros adaptados, exceto as comédias e os infantis/infanto-juvenis.

Melhor Roteiro de Documentário

longas e médias-metragens de documentários, incluindo os telefilmes.

Melhor Roteiro de Filme de Comédia | Prêmio Paulo Gustavo

longas e médias-metragens com roteiros originais e adaptados de comédia.

 

Melhor Roteiro de obra Infantil / Infanto-juvenil

obras audiovisuais de quaisquer gêneros e formatos para o público infantil ou infanto-juvenil.

 

Melhor Roteiro de Curta-Metragem

Melhor Roteiro de Série de Ficção – Drama

Melhor Roteiro de Série de Ficção – Comédia

Melhor Roteiro de Série de Reality ou Variedades

 

Melhor Roteiro de Série Documental

Prêmio Especial - Melhor Roteiro de Telenovela do Século XXI

Além destas categorias que premiarão roteiros de obras audiovisuais, o 5º Prêmio Abra de Roteiro vai contar ainda com:

 

- Roteirista do Ano | Prêmio Paradiso

- Prêmio Parceria

- Roteirista Homenageada(o)

- Prêmio Abraço - Excelência em Roteiro

- Prêmio da Crítica

 

NOVIDADES

Paulo Gustavo - Fotografia de Fabio Bartelt.jpg

Prêmio Paulo Gustavo

 

As obras indicadas à categoria de Melhor Roteiro de Filme de Comédia concorrerão ao inédito Prêmio Paulo Gustavo, em homenagem à memória, à relevância, à obra e ao legado de Paulo Gustavo, roteirista, ator, diretor, apresentador e humorista brasileiro, vítima da Covid-19.

Designed by Freepik

Telenovela do Século XXI

Devido à pandemia da Covid-19, houve um  pequeno volume de novelas estreadas em 2020, o que levou à decisão de se criar prêmio especial para homenageá-las e não deixar o maior produto audiovisual brasileiro de fora da premiação. Assim, todas as telenovelas exibidas entre os anos 2000* e 2019 irão concorrer no primeiro turno do prêmio, sendo que as cinco mais votadas serão divulgadas como as finalistas da categoria de Melhor Roteiro de Telenovela do Século XXI.

*O marco do ano 2000 foi estabelecido por ser o ano em que foi fundada a AR, uma das associações originárias da Abra.

Designed by starline

Melhor Roteiro - Prêmio da Crítica

Este prêmio inédito será concedido por um júri colegiado composto por críticos, colunistas, jornalistas e outros especialistas em cinema, TV e entretenimento, que indicará roteiros de destaque e eleger o Melhor Roteiro dentre todas as obras finalistas.

Prêmio Abra de Roteiro | Associação Brasileira de Autores Roteiristas

Troféu Abraço | Excelência em Roteiro

A Abra é a casa da(o) roteirista brasileira(o) e, dentre as pessoas associadas, temos tanto autoras com muitos anos de experiência como as que começaram sua carreira há pouco tempo, mas já têm destaque no mercado, nos festivais e nos concursos de roteiro.

Pensando nisso, a Abra criou esta nova categoria no Prêmio ABRA de Roteiro com o intuito de valorizar as(os) roteirista que se destacaram no último ano, não apenas pelas obras lançadas, mas por sua atuação no mercado do roteiro brasileiro. Um prêmio que valoriza a diversidade da nova geração de roteiristas nacionais, a originalidade de suas obras e a inovação de temas e linguagem.

 
Comissão de Premiação
Arthur Gadelha

Arthur Gadelha

 

Graduado em Comunicação Social com a pesquisa sobre jornalismo, crítica e cinema brasileiro, atuou como curador do VI Festival de Jericoacoara e integrou júris em eventos como Cine Ceará e For Rainbow. É produtor audiovisual do Jornal O Povo (CE) e presidente da Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine), entidade da qual é membro desde o ano de sua fundação. Em 2019, ministrou uma oficina de crítica e curadoria de cinema junto a Kamilla Medeiros na programação formativa da escola pública Porto Iracema das Artes. Escreve críticas, artigos, coberturas e dossiês para o site Ensaio Crítico.

Carol Moreira

Carol Moreira

 

Formada em cinema e apaixonada por cultura POP. Já passou pelo Omelete como chefe de edição, roteirista e apresentadora. No canal de TV Warner Channel, Carol foi apresentadora de visitas aos sets de filmes, entrevistas, além de comandar o tapete vermelho de prêmios como o Emmy e o People's Choice Awards fazendo entrevistas ao vivo com os maiores artistas de Hollywood. Carol hoje se dedica ao seu canal no Youtube que tem mais de 870 mil inscritos e ao seu podcast de true crime, Modus Operandi, que é o podcast mais ouvido do tema do Brasil.

Cristina  Padiglione

Cristina Padiglione

 

Formada em Jornalismo pela Cásper Líbero. Desde 1990, atua nos bastidores de produção e dos negócios da TV. Trabalhou nos jornais Folha da Tarde, Jornal da Tarde, Folha de S. Paulo e Estadão onde editou os suplementos infantil e de TV, assunto que a levou ao Caderno 2, onde foi editora do suplemento TV & Lazer, escreveu para o blog Teleguiados e assinou a coluna Sem Intervalo, onde abordava o universo da televisão e fazia críticas de novelas e programas. Desde 2016, mantém no ar o blog TelePadi na Folha.

Flavia Guerra.jpg

Flávia Guerra

 

Flávia Guerra é documentarista e jornalista especializada em cinema e TV. Apresenta o podcast “Plano Geral”, é colunista de cinema da @radiobandnewsfm e cobriu os grandes festivais internacionais de cinema para o Canal Brasil. Em documentários e cinema, já roteirizou, narrou, produziu, dirigiu e participou de diversos projetos premiados como “Karl Max Way”, “Marcha da Vida” e a série documental “Brasil Visto do Céu”.

Marco Aurélio Correa

Marco Aurélio da Conceição Corrêa

 

É pedagogo, escritor e pesquisador. Professor da rede municipal do Rio de Janeiro, mestrando em educação (ProPed-UERJ) e pós graduando em ensino de história da África (PROPGPEC-CP2). Coordena a Escola Criativa Audiovisual Àwòrán, onde ministra aulas de introdução a roteiro e escrita criativa. É autor dos livros Cinemas afro-atlânticos e Necro Poéticas e outras histórias.

Nilson Xavier

Nilson Xavier

 

Nilson é, desde criança, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo a que assistia, de novelas a séries e desenhos animados. Pesquisar elencos e curiosidades sobre TV tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros migraram para a rede: no ano de 2000, lançou o site Teledramaturgia.com.br, o que o levou a publicar, em 2007, o "Almanaque da Telenovela Brasileira". Foi membro da APCA (Academia Paulista de Críticos de Arte) e colunista do UOL, por 7 anos, e do Huffpost Brasil, por 2 anos. Atualmente, escreve para o portal TV História.

 
 
SIGA A ABRA  =]
Prêmio Abra de Roteiro | Associação Brasileira de Autores Roteiristas

Fundada a partir da fusão da AR (Associação Brasileira de Roteiristas Profissionais de Televisão e Outros Veículos de Comunicação) e da AC (Autores de Cinema), a ABRA - Associação Brasileira de Autores Roteiristas - atua há mais de duas décadas no Brasil para representar e defender os direitos dos autores de roteiros e argumentos de obras audiovisuais de qualquer natureza, proporcionando a valorização da profissão de autor-roteirista nas mais diversas instâncias e fomentando um cenário de aproximação entre os roteiristas e o mercado.

Atualmente, conta com mais de 700 profissionais associados, posicionando-se, portanto, como instância legítima de representação da profissão de autor-roteirista no Brasil.A Abra tem como principais áreas de atuação:

- A defesa dos direitos do roteirista em seu ambiente de trabalho e nas relações com as empresas contratantes e outros profissionais, tais como a observação dos créditos em tela e nos materiais de divulgação;

- A melhoria da remuneração da atividade profissional de roteirista, inclusive com a fixação de piso salarial da categoria;

- A melhoria progressiva das condições de trabalho e das vantagens e benefícios assegurados ao roteirista;

- A formulação de um código de ética autoral a vigorar para autores, seus colegas de trabalho e seus contratantes;

- Outras atividades voltadas ao aperfeiçoamento do roteirista profissional e à melhoria em geral de suas condições de trabalho;

- A divulgação da carreira de roteirista, inclusive sendo canal para a divulgação do trabalho de cada associado.

Você é roteirista​ profissional? Clique aqui para se associar!
 

 

O Projeto Paradiso, uma iniciativa filantrópica do Instituto Olga Rabinovich, investe em formação profissional e geração de conhecimento com programas de bolsas e mentorias, além de cursos, seminários e estudos.

 

Focado na internacionalização,  atua por meio de parcerias com instituições de referência no Brasil e no mundo, criando oportunidades para profissionais em diferentes fases da carreira. Em três anos de existência já beneficiou dezenas de profissionais brasileiros do audiovisual por meio de suas inúmeras iniciativas. 


Este será o terceiro Prêmio Paradiso oferecido para o vencedor da categoria Roteirista do Ano no Prêmio Abra de Roteiro.

Em 2019, o cineasta Jorge Furtado recebeu o troféu. Em 2020, foi a vez da roteirista Rosane Svartman.

 
Logomarca Projeto Paradiso
1 LOGO RED.png

A Cardume é um streaming de filmes brasileiros de curta e média-metragem que surgiu com a ideia de difundir, fomentar e internacionalizar o cinema independente brasileiro.


Além disso, a plataforma também atua no fomento à produção e no desenvolvimento e aperfeiçoamento do cinema nacional.

A Cardume é parceira da Abra e realizou a curadoria dos 21 curtas-metragens semifinalistas do 5º Prêmio Abra de Roteiro, que compuseram o primeiro turno de votação.

 
EQUIPE
COMISSÃO ORGANIZADORA

Pedro Riera

Diretor de Parcerias e Eventos da Abra
Presidente da Comissão Organizadora do 5º Prêmio Abra de Roteiro

Bia Crespo

Diretora Financeira da Abra
Membro da Comissão Organizadora do 5º Prêmio Abra de Roteiro

Eli Ramos

Diretora de Comunicação da Abra
Membro da Comissão Organizadora do 5º Prêmio Abra de Roteiro

Fabiane Leite

Diretora de Políticas Públicas e Relações Institucionais da Abra

Membro da Comissão Organizadora do 5º Prêmio Abra de Roteiro

Otavio Chamorro

Vice-Presidente da Abra

Membro da Comissão Organizadora do 5º Prêmio Abra de Roteiro

COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA

Hellen Farias

PLANEJAMENTO GRÁFICO e IDENTIDADE VISUAL
ASSESSORIA DE IMPRENSA
PRODUÇÃO

Daniel Koala

Perguntas frequentes

Posso inscrever roteiros que ainda não foram produzidos?


Não. O 5º Prêmio Abra de Roteiro não contempla roteiros inéditos, que não tenham sido produzidos. As eventuais inscrições de roteiros inéditos serão desconsideradas.




Posso inscrever roteiros que foram produzidos, mas ainda não foram lançados?


Não. Para concorrer ao 5º Prêmio Abra de Roteiro, a obra audiovisual deve ter sido lançada em 2020 nos festivais de cinema, nas salas de exibição comerciais, nos canais e emissoras de TV e em plataformas de streaming com curadoria ou programação profissional. Filmes que tenham estreado em festivais em 2019 e em circuito comercial em 2020 poderão ser inscritos.




Uma obra audiovisual que tenha estreado em 2020 em plataforma não contemplada pelo edital (por exemplo, redes sociais ou festivais internacionais), e que tenha estreado em plataforma contemplada pelo edital (por exemplo, canal de televisão) em 2021, podem ser inscritas?


Não. No escopo do 5º Prêmio Abra de Roteiro, a Abra entende como "estreia" apenas as que ocorreram nas plataformas elegíveis pelo edital. Ou seja, se a obra audiovisual estreou em plataformas como o Instagram, no canal Youtube ou Vimeo do produtor, ou em festivais de cinema fora do Brasil, a Abra considerará estreada somente na data em que for exibida pela primeira vez em festivais de cinema nacionais, nas salas de exibição comerciais nacionais, nos canais e emissoras de TV do Brasil e em plataformas de streaming com curadoria e/ou programação profissional disponíveis no Brasil. Se a sua obra estreou em uma destas plataformas elegíveis em 2021, ela poderá concorrer na próxima edição do Prêmio Abra. Se a sua obra, por exemplo, estreou em um festival de cinema internacional em 2018, e somente em 2020 ela estreou em salas comerciais no Brasil, ela pode ser inscrita no 5º Prêmio Abra de Roteiro.




Eu preciso fazer upload ou enviar link do roteiro?


Não. Os roteiros não devem ser enviados em hipótese alguma. As pessoas associadas da Abra irão votar a partir das obras audiovisuais finalizadas e lançadas em 2020. Portanto, se possível, envie um link de visualização da obra no formulário de cadastro.




Como faço para inscrever telenovela ou curta-metragem de minha autoria?


Você não pode inscrever telenovelas ou curtas-metragens. Todas as telenovelas brasileiras estreadas em TV aberta entre os anos 2000 e 2019 serão indicadas para concorrer no primeiro turno e a Comissão Organizadora fará o levantamento dessas obras. Os curtas-metragens serão indicados por curadoria específica. Os nomes desta comissão de seleção de curtas-metragens serão divulgados até o final de agosto de 2021. Serão indicados ao menos 15 (quinze) curtas-metragens, que comporão o primeiro turno de votações.





Obrigado pelo envio!

 
 
 
  • Ícone do Twitter Preto
  • Ícone do Youtube Preto
  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto
  • LinkedIn - Black Circle